Por que minha empresa deve contratar um estagiário?

Devo contratar um profissional formado ou um estagiário? Quais as vantagens e cuidados que devo ter na contratação? Leia mais neste artigo.

Sempre surgem dúvidas no momento da contratação de uma pessoa para nos ajudar a expandir o negócio e, na maioria das vezes, optamos por não contratar um estagiário, seja por não dominar os procedimentos de contratação ou por acreditar que contratar uma pessoa com experiência de mercado é sempre mais vantajoso, certo? Nem sempre.

Certamente possuir experiência de mercado é um diferencial para quem precisa de resultados a curto prazo,  – condição comum para pequenas e médias empresas em seu processo de expansão -, mas há outros fatores agregados a formação profissional que devem ser considerados antes da tomada de decisão de contratação:

Necessidade de alto investimento 

Este é o primeiro fator que você precisa estar ciente: um bom profissional no mercado custa caro. E não apenas a questão salarial, pois o Brasil tem uma das maiores carga tributária trabalhista do mundo, segundo a InfoMoney. 

Portanto, se você está iniciando a expansão do seu negócio, e acredita que contratar um profissional experiente no mercado seja a melhor solução, esteja preparado para investir. 

Vícios de outras atividades empregatícias

A experiência na função é diferencial e poupa tempo investido em treinamento no funcionário. Porém, além da perícia, a bagagem profissional pode vir com vícios – nem sempre benéficos – de outras experiências.  Uma das situações mais comuns é a resistência de trabalhar com diferentes ferramentas a que ele já está acostumado. Horários diferentes de jornada de trabalho também são situações que demandam uma fase de adaptação. 

Há ainda a dificuldade de incorporar a cultura da sua empresa, devido aos conceitos forjados em outras experiências. Por isso, nem sempre optar por um profissional pronto no mercado significa que você não precisará adequá-lo à sua realidade. 

Propostas de outras empresas

Imagine a seguinte situação: você abre um processo de seleção, localiza um bom profissional com um valor de contratação acessível, inicia o treinamento, tem uma expectativa de retorno do investimento a partir do quarto mês de trabalho e no meio do terceiro mês, seu funcionário pede demissão devido a outra proposta. 

Embora pareça improvável, essa situação é bastante comum. Lembre-se que você não é a única pessoa a procura de um bom profissional, e embora o atual momento econômico brasileiro seja propício a contratação de bons profissionais, a alta carga tributária ainda é um obstáculo a ser vencido por todos empresários. Bons profissionais com valor de contratação acessíveis são altamente concorridos. Esteja disposto a contra-propostas.

Alternativa de mercado: oportunidade de estágio

Diante dos fatores descritos, contratar um estagiário surge como uma alternativa cada vez mais procurada pelos empresários, devido ao seu custo reduzido de investimento. Outro aspecto favorável na oportunidade de estágio é que a contratação de jovens costuma trazer novas ideias e questionamentos às equipes já consolidadas, o que gera reavaliações e melhorias no trabalho.

Há ainda o fato de uma melhor assimilação de cultura da empresa, uma vez que o estagiário não possui vícios do mercado de trabalho. Certamente existem desafios ao optar por preferir contratar um estagiário ao invés de um profissional experiente, como a alta rotatividade comum nesse tipo de contratação e algumas limitações jurídicas quanto a jornada de trabalho e sua relação empregatícia.

Esses desafios inclusive serão o assunto do nosso próximo artigo. Até lá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *